Carro elétrico Aston Martin Lagonda foi exibido publicamente em Londres

Aos poucos todas as marcas são vergadas ao novo paradigma do carro elétrico. A fabricante inglesa Aston Martin também está já a preparar a sua entrada com o fantástico Lagonda.

179

Aos poucos todas as marcas são vergadas ao novo paradigma do carro elétrico. A fabricante inglesa Aston Martin também está já a preparar a sua entrada com o fantástico Lagonda. Desta forma, a conceituada marca de carros de luxo e superdesportivos mostra agora ao público o seu projeto que apresentou como protótipo no Geneva Motor Show 2019.

Durante dois dias, a Aston Martin disponibilizou às pessoas interessadas o seu novo modelo elétrico. O Aston Martin Lagonda foi exposto na loja no centro de Londres.

Aston Martin Lagonda está mais perto do público e dos clientes

Com o objetivo de mostrá-lo ao público em geral, a empresa inglesa mostrou o elétrico de luxo. Este carro elétrico nas suas primeiras versões e conceitos teve uma estética mais SUV. Mas, a verdade é que no modelo que pode ser visto nas fotos, perdeu a distância ao solo que mostrou nos primeiros esboços, mantendo o interior futurista.

O Aston Martin Lagonda só estará disponível de forma limitada. Assim, apenas serão produzidas 155 unidades em conjunto com a Williams Advanced Engineering. O veículo terá dois motores elétricos que fornecerão 610 CV e 950 Nm de binário máximo.

Com um desempenho similar ou superior aos motores V12 de outros modelos da gama Aston Martin, poderá fazer dos 0 as 100 km/h em aproximadamente 4 segundos. Além disso, o bólide terá uma velocidade máxima limitada eletronicamente a 250 km/h.

Luxo é a regra deste super elétrico de terras de sua majestade

Segundo as informações da empresa, o carro exposto ainda é um conceito. Desta forma, espera-se que ainda haja mudanças antes que a versão final chegue à produção. O Aston Martin Lagonda será produzido na fábrica que tem a marca britânica em St. Athan, no País de Gales. Além disso, esta fábrica também produzirá o primeiro SUV da marca, o Aston Martin DBX.

Portanto, dentro podemos perceber um espaço minimalista cheio de luxo. Linhas enfatizadas pelo “menos é mais”, onde um ecrã central dentro do volante retira a “moda” do ecrã central na consola. Há igualmente um outro comando físico no meio dos dois bancos da frente, que tem um design muito futurista, contudo, é algo que já vimos na proposta do fabricante Byton.

Além do mais, a marca irá também disponibilizar ao condutor a projeção de informações diretamente no parabrisas dianteiro.

E a condução autónoma?

Basicamente estamos perante um carro que, pelo minimalismo apresentado, coloca nas mãos da condução autónoma todo o seu desempenho. Assim sendo, é provável que este carro elétrico deva vir preparado para a condução autónoma de nível 4.

Isto porque o Lagonda só deverá chegar ao mercado no ano 2022. Isso irá dar tempo para equipar o automóvel com tecnologia autónoma de condução.

Conforme podemos apreciar, a abertura das portas é do tipo asa de gaivota, que deixa um amplo acesso ao interior. Um interior futurista que destaca os bancos traseiros projetados para viajar com o máximo conforto. Algo para o qual uma superfície envidraçada ampla ajuda a criar uma atmosfera brilhante.

Facebook Comments