Refugiados estão a diversificar a gastronomia do Reino Unido

Um jovem sírio descobriu o seu talento num campo de refugiados. Em Londres, abriu o seu próprio negócio que chegou a contar com a ajuda de voluntários britânicos.

66

Mohamad Rahimeh encontrou a sua vocação para a culinária no campo de refugiados de Calais, mais conhecido como “Selva”, em França. Três anos depois, quando chegou a Londres, abriu o seu próprio estabelecimento, o “Mo’s eggs”, situado no bairro de Archway em Islington. Numa fase inicial, contou com a ajuda de amigos sírios e voluntários britânicos.

Licenciado em ciência politica, o jovem não imaginava aquilo que o futuro lhe reservava. Tudo começou quando um amigo próximo adoeceu e os dotes culinários de Rahimeh foram postos à prova: “Ele adorou a minha comida e quando melhorou, preparei um grande banquete para toda a gente e todos comeram os meus ‘ovos selvagens’ – as pessoas adoraram”, conta Mohamad ao The Guardian.

No “Mo’s eggs”, os clientes sentam-se em mesas comuns e vão-se servindo da colorida selecção de pratos de húmus – alimento típico da cultura árabe. “Foi daí que veio a ideia do restaurante – da partilha de comida a partir de uma panela, distribuindo pelas pessoas o amor que sentíamos na ‘Selva’”, acrescenta Rahimeh. Enquanto isso, o jovem vai interagindo com os clientes, dando a conhecer a sua terra natal.

Foto: Instagram/moes_eggs

Mohamad é um dos quase 14mil refugiados sírios que chegaram ao Reino Unido desde 2015. Com este número, cresce também a quantidade de chefes que trazem a gastronomia síria ao país.

Um relatório feito pela Universidade de Glasgow revelou que entre os refugiados sírios dos 18 aos 32 anos, 35% estudam e pouco mais de um quarto estão em trabalhos pagos. Contudo 19% procuram emprego, o que ultrapassa os 3.9% a taxa de desemprego nacional.

O estudo descobriu também que muitos dos jovens sírios instalados no Reino Unido são altamente qualificados mas muitos trabalham em sítios que não correspondem às suas qualificações. Apenas 57%  destes trabalhadores encontram emprego na sua área.

Facebook Comments